ROBRIGO BERTONCIN: MUITO MAIS QUE FÉ

Por Revista AMORA

Quem conhece o biomédico Rodrigo Bertoncin, sabe do profissionalismo com que ele se dedica em seu trabalho e com sua família, mas acima de tudo, a força na sua fé foi determinante para que, pela segunda vez, ele percorresse ”O Caminho da Fé” até Aparecida do Norte de bicicleta com um grupo de amigos.

Foram 321 quilômetros, com aproximadamente 9000 metros de altimetria, num total de 32 horas pedalando com paradas estratégicas para repouso, alimentação e a cada quilômetro, o vislumbre de uma paisagem inigualável, contemplando sua beleza e com a expectativa da fé mais próxima.

Rodrigo se preparou fisicamente meses antes da saída, mas mentalmente a fé já tomava conta desde sua primeira ida a Aparecida em 2019. “A determinação, o cansaço e as dificuldades somem à medida que vamos avançando pelo caminho em oração”, comenta Rodrigo.

Foram dias de sol e milhares de pedaladas e calorias até chegar a cidade abençoada de Aparecida do Norte, onde todos os peregrinos chegam aos pés de Nossa Senhora no Santuário de Aparecida para agradecer, cada um ao seu modo, pela sua graça alcançada.

Rodrigo pedalou junto a um grupo de dezessete amigos, do grupo Bichos do Mato, que saíram de Águas da Prata dia 31 de agosto e passaram por Andradas, Ouro Fino, Inconfidentes, Borda da Mata, Tocos de Mogi, Estive, Consolação, Paraisópolis, Luminosa, Campista, Campos do Jordão, Pedrinhas até chegar ao seu objetivo em Aparecida no dia 5 de setembro. Rodrigo comenta que a cia dos amigos de pedal foi fundamental para esse desafio: “Eu não saberia agradecer aos meus amigos, as conversas, as confidências, as risadas e até os choros pelo percurso. Eles foram meus guias e minha bússula para completar essa viagem”, afirma Rodrigo.

Claro que nessa entrevista, Rodrigo lembrou de sua vida, de sua infância, dos momentos que o tornaram o homem que é hoje, suas conquistas, suas dores, lágrimas, alegrias e não pôde deixar de registrar a força que sua mãe, Dona Conceição fincou em sua jornada: “ Sem ela, minha mãe eu não seria metade do sou hoje, minha fé herdei dela e com ela seguirei”. Rodrigo lembra ainda do irmão Márcio que foi seu companheiro desde sempre e mostra que o amor de irmãos é mais poderoso que imaginam. Ele finaliza: “não posso de deixar aqui registrado meus agradecimentos a minha família e em especial a minha mulher Thaís e meu enteado Lucas que deram a força e o apoio que eu precisava para evoluir na minha fé e, claro em Deus e Nossa Senhora, que é por Eles que eu respiro e sigo em minha jornada.

Nota da Revista Amora:

A Revista tem como objetivo contar histórias e inspirar pessoas com nosso conteúdo e, especialmente histórias inspiradoras de fé, como a de Rodrigo, nos dá ainda mais combustível para seguir nessa jornada e inspirar leitores com nossas palavras. Parabéns Rodrigo pela determinação e, acima de tudo, levar fé às pessoas.

ORAÇÃO DO CICLISTA
Nossa Senhora Aparecida abençoe este ciclista peregrino
Agora é cabeça baixa e foco no pedalar
Abençoe a trilha sonora dos pássaros e as paisagens deslumbrantes desse percurso
Estarei em prece e oração.
E se a estrada ficar estreita, esburacada, lameada, não me deixe faltar perseverança.
Abençoe os freios, câmbio e pneus desta minha humilde bicicleta.
E que os bons ventos das montanhas possam estar presentes nesse percurso aliviando mesmo que por um minuto qualquer o desgaste da força invencível do sol.
AMÉM.

Você também vai gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.