GEEKDOM | Uma heroína, ou anti-heroína para chamar de sua!

Por Deborah Peleias

Por Deborah Peleias

Nesses tempos de quarentena ad infinitum, descobri uma atriz que passei a admirar pela versatilidade de personagens e pelo preparo físico demonstrado em trabalhos de ação. A sueca Noomi Rapace.

Na verdade, a descobri na saga Millennium, mas a minha curiosidade a essa saga surgiu depois de assistir ao filme Millennium – Os homens que não amavam as mulheres, de 2011, com Daniel Craig, que vive o jornalista Mikael Blomkvist, repórter investigativo na revista Millennium (sim, o título da revista e da saga!), que sofre um processo milionário depois de fazer denúncias contra um figurão e vê sua vida profissional ser destruída.

Tudo o que envolve a marca Millennium nasceu da série literária do autor sueco (já falecido) Stieg Larsson, que inclui os títulos Os Homens que não Amavam as Mulheres, A Garota que Brincava com Fogo e A Rainha do Castelo de Ar – lançados no Brasil pela Companhia das Letras -, cuja personagem principal é Lisbeth Salander, uma hacker que serve como um contraponto ao jornalista Mikael Blomkvist, o protagonista da saga. Depois da morte de Stieg Larsson, David Lagercrantz passou a escrever para a série, publicando os livros A Garota na Teia de Aranha, O Homem que Buscava a sua Sombra e A Garota Marcada para Morrer. Os livros venderam, ao todo, mais de 100 milhões de cópias pelo mundo. Fica a dica de leitura.

Voltando a Noomi, ela interpretou Lisbeth em três filmes na minissérie de seis partes de Millennium da TV sueca – A garota com tatuagem de dragão, cuja atuação lhe rendeu o prêmio Guldbagge, o top film award sueco, A garota que brincava com fogo e A rainha do castelo de ar. Se encontrar em algum streaming esses filmes, não hesite, assista!

A atriz sueca Noomi Rapace, batizada Noomi Norén, nasceu em Hudiksvall, em 28 de dezembro de 1979, é filha da atriz Nina Norén e do cantor espanhol de flamenco Rogelio Durán, o qual só conheceu aos 16 anos. Ela estreou no cinema aos 5 anos, e desde então vem construindo uma carreira impressionante. No cinema comercialzão, foi Elizabeth Shaw em Prometheus, dirigido por Ridley Scott, Madame Simza Heronin, em Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras, e em 2017 interpretou sete irmãs gêmeas no suspense Onde está Segunda?.

Então, o resumo deste texto é: se você está procurando uma heroína ou anti-heroína para chamar de sua, assista a Close, Conspiração Terrorista, Bright e Onde Está Segunda?, que estão disponíveis no Netflix. Tenho certeza que terá a mesma sensação que tenho cada vez que vejo Noomi nas telas: eita atriz porreta!

Você também vai gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.