GEEKDOM | Livros! Sim, nós temos livros!

Por Deborah Peleias

Por Deborah Peleias

Rio Claro ganhou uma nova livraria, a Livruz, inaugurada no Shopping Rio Claro em 27 de novembro. Uma boa notícia para nós que amamos os livros…

A Livruz tem um acervo de aproximadamente 8 mil títulos de livros, desde os mais clássicos até os lançamentos atuais, assim como possui uma seção exclusiva de presentes criativos, pensada para agradar principalmente ao público geek – eba! Livraria independente, ela nasceu após 20 anos de trabalho do casal de livreiros Vânia Lícia e Maciel Claro nos diversos setores da cadeia produtiva do livro, e a sua própria livraria em Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, onde ocorre o Flipoços, um dos maiores festivais literários do país, é a primeira loja.

Apesar do avanço das tecnologias e livros digitais, o casal acredita que o livro físico nunca vai deixar de existir e a livraria continuará sendo sempre um ponto de encontro cultural para a troca de ideias e um bom bate-papo. “Muitos clientes se tornam amigos e passam a frequentar a livraria não apenas para conhecer as novidades, mas também para debater ideias sobre assuntos diversos.”

E a gente concorda com eles, certo?

Apesar disso, nesta coluna a minha primeira indicação é um e-book para mulheres adultas, à venda na Amazon: Sede de me beber inteira, de Liana Ferraz.

Liana tem mais de 90 mil seguidores em sua página no Instagram (@lianaferraz), na qual escreve seus poemas diariamente. Agora, depois de mais de dois anos, ela apresenta este e-book como a primeira colheita de textos oriundos da rede social, escritos cotidianos, diário de uma autora experimental. Passando pela leveza de poemas solares à visceralidade de desabafos e gritos, Sede de me beber inteira convida o leitor a provar doses de chá, café e vinho em palavras de uma escrita livre, em fluxo de pensamento. As ilustrações aquareladas feita por Lorena (filha da autora) e Heloísa (amiga e vizinha) dão o tom intimista de um livro feito na mesa da sala. Poemas curtos, poemas longos, contos e crônicas se encontram em 176 páginas. Ela também tem no catálogo da Amazon o livro físico Analógica, de contos e poesias autorais, em cujas narrativas o protagonismo feminino se dá em todas as histórias contadas. Ilustrações de Bruna Alimonda.

PARA LER COM SEUS FILHOS!

Minha segunda indicação é Lina – Aventuras de uma arquiteta, do selo Pequena Zahar, da Companhia das Letrinhas, biografia ilustrada de Lina Bo Bardi escrita e ilustrada por Ángela Léon. Uma obra-prima infantil lindíssima, mas que deve ser degustada também por adultos.

No livro, Ángela, que nasceu na ilha de Maiorca, faz uma homenagem ao legado e à originalidade de Lina Bo Bardi, um dos maiores ícones da arquitetura mundial. Lina é mostrada como uma garotinha comum, que quer viver intensamente, ser livre para fazer o que quiser. Ela não gosta de ser pequena. Quer virar gente grande e ter aventuras para contar.

A vida de Lina Bo Bardi é um exemplo para as mulheres de hoje. Recusando os limites impostos às mulheres pela sociedade em sua época, ela estuda para se tornar arquiteta. Mas, para concretizar os seus planos, há um oponente que precisa enfrentar várias vezes: o totalitarismo. Com coragem e ousadia, Lina vai conseguir com o seu trabalho coisas que muitos arquitetos não alcançam, deixando um legado de construções incríveis, como o MASP, o Sesc Pompeia, o Teatro Oficina, além de projetos de mobiliário e cenografia que levam a sua marca.

MINHA TERCEIRA DICA!!!

A terceira obra é A menina sem cor, livro infantojuvenil da escritora e publicitária Fernanda Emediato, publicado pela Troia Editora. O título é para educar crianças e adultos sobre o tema da diversidade, e conta a história de Mimi, uma garotinha negra adotada por um casal de brancos, que se surpreende ao conhecer uma menina albina.

A evolução da personalidade da criança durante o desenvolvimento da história emociona os adultos e conscientiza os pequenos leitores sobre diversidade. Quem ilustra A menina sem cor é a artista chilena, radicada no Brasil, Yasmin Mundaca, e você vai se surpreender com este alerta sobre racismo, amor, empatia, autoaceitação e solidariedade.

MAIS SOBRE CULTURA, SIGA MEU PERFIL:

Você também vai gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.