A VIDA EM UM DESENHO COM FLÁVIO WETTEN

Por Revista AMORA

A Revista Amora conversou com o artista Flávio Wetten sobre sua arte, suas paixões e inspirações. Flávio, com seu estilo artístico, atinge milhares de pessoas em suas redes sociais @Lifeonadraw  que são compartilhadas pelos seus fãs no Brasil e no mundo. Em seu estúdio, em Rio Claro, a Revista teve a oportunidade de entrar em sua rotina conhecendo um pouco mais do homem por trás da sua identidade artística, sua sensibilidade e comprometimento com o seu propósito. Navegue conosco nessa entrevista especial!

HÁ QUANTO TEMPO POSSUI UMA PAIXÃO PELA ARTE?

Desde que me entendo por gente, eu lembro da arte estar envolvida em minha vida, nas mais diversas formas e maneiras. Minha família sempre foi muito ligada à arte, seja na música, no carnaval, na dança ou em poemas. Apenas encontrei uma que conseguia me expressar melhor.

QUAL ARTE VOCÊ CONSOME DIARIAMENTE PARA SUA INSPIRAÇÃO?

Com certeza a música, pois não costumo trabalhar no silêncio, e sempre acabo pegando alguns versos para ilustrar.

QUAL SUA ARTE MAIS DIFÍCIL OU DESAFIADORA QUE FEZ?

Acho que foi meu primeiro trabalho remunerado de criação de arte. Na época eu desenhava muitas músicas da banda O Teatro Mágico, e certo dia recebi uma ligação deles querendo me contratar para criar duas artes para estamparem produtos. Lembro que fui pego de surpresa, pois nem imaginava poder ganhar dinheiro com isso, e como admirava muito eles e sabia a quantidade de fãs, acabei ficando bem ansioso e nervoso durante o processo de criação.

O QUE CONSIDERA SER A CHAVE PARA O SEU SUCESSO?

Acreditar naquilo que faz. Durante sua carreira irão surgir diversos obstáculos e pessoas para diminuir e desacreditar aquilo que faz. Claro que é bom ouvir críticas construtivas, mas sempre tomando cuidado para não mudar quem você é querendo agradar outras opiniões. Vejo muita gente buscando números e dinheiro, e esquecendo quem realmente é. Sucesso é o caminho, não o destino. 

CITE ARTISTAS QUE AMARIA COMPARTILHAR UM TRABALHO JUNTO:

Em âmbito nacional acredito que Mauricio de Sousa seria um sonho. Já tive a oportunidade de encontrá-lo e foi uma experiência incrível. Internacionalmente eu diria Bill Watterson, criador das tirinhas “Calvin e Haroldo”, que sou fã incondicional.

DIVIDA COM A REVISTA AMORA UMA SITUAÇÃO ENGRAÇADA OU INUSITADA REFERENTE A SUA ARTE:

Me lembro de um evento em São Paulo em que fui contratado para fazer uma arte na parede ao vivo, enquanto acontecia o evento. Acontece que o evento em questão era a festa de uma grande vinícola, com vinhos à vontade para todos, e a parede que eu estava trabalhando era logo na entrada/saída. Não demorou muito para alguns convidados mais animados acharem minha caixa de canetas e aparecerem tentando desenhar junto comigo. Não conseguia nem chamar a responsável porque ela era uma das menos sóbrias da festa, mas no fim deu tudo certo.

QUAL SEU SEGREDO PARA SER UM GRANDE ARTISTA?

Perseverança e fé. Perseverança para agüentar todas as portas fechadas que encontramos, que são muito mais que as abertas. E fé para acreditar sempre em seu trabalho e propósito, sem se perder em meio aos números e opiniões.

DEIXE UMA MENSAGEM PARA TODOS QUE APRECIAM SUA ARTE E SE INSPIRAM EM SUAS POSTAGENS:

Muitas vezes me senti perdido e desamparado durante minha carreira, me questionando e me duvidando.  Queria que soubessem quais são as mensagens e sinais de apoio e carinho de vocês que me colocam de volta no meu propósito. Já aconteceu algumas vezes, e sei que acontecerá de novo. Então contem comigo, que eu conto com vocês. E vamos juntos.

Você também vai gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.